Falta de apoio e de espaço para shows autorais. Pouca, ou nenhuma valorização dos músicos e bandas. Essa é uma realidade comum no cenário artístico de Curitiba, há décadas. O festival Psycho Carnival, que começa no próximo dia 28, passa longe desse estigma. O evento, que chega neste ano a sua 15º edição, é reconhecido como um dos principais festivais da cena psychobilly mundial. 
A história
No final dos anos 1990, Curitiba já abrigava o Psychobilly Fest, criado pelo guitarrista do Ovos PresleyWallace Barreto. Na época, o evento estava começando a se “moldar” ao estilo dos festivais europeus, com três dias de duração. Em uma das excursões dos Catalépticos pela Europa, banda do músico Vlad Urban, um golpe do destino deu o pontapé inicial para a criação do Psycho Carnival. “Nós conhecemos o pessoal da banda Skatafiles, e eles queriam vir tocar no Brasil. Como eles eram nossos amigos, resolvemos fazer um show, próximo ao fim de semana do Carnaval, que se chamou Psycho Carnival. Talvez tenha sido uma semana depois do Carnaval, não me lembro com certeza”, conta. Vlad é um dos produtores e principais envolvidos com o Psycho Carnival, desde o seu início.
A ideia foi “comprada” pela cena psychobilly curitibana, que abraçou o festival e fez com que ele, gradualmente, fosse crescendo em estrutura e importância. “A questão é que deu super certo e, no ano seguinte, o evento foi ampliado para dois dias. No terceiro foram quatro dias, com dois deles tendo grupos punks tocando. Nós também sempre trouxemos bandas europeias. O festival cresceu muito e, em 2003, já eram três dias de psychobilly e quatro atrações internacionais”, conta.

Cartaz da primeira edição do Psycho Carnival, que aconteceu no ano 2000 (Foto – Arquivo pessoal Vlad Urban)

Referência para o mundo psycho
Atualmente, o Psycho Carnival tem o respeito de todo o cenário psychobilly mundial e é reconhecido como um dos grandes festivais do estilo. Esse crescimento, segundo Vlad, surpreendeu os organizadores. “Quando começou não era a pretensão, na verdade nunca foi. Sempre pensamos mais como um festival para o público do Brasil, mas realmente está crescendo tanto que podemos pensar como um evento voltado para todo o mundo. Ele acabou se tornando essa referência pela quantidade de bandas gringas no line up e também pela qualidade dos artistas nacionais. Isso só deixa a gente feliz”, diz.
Nesse ano, pela quarta vez, o festival acontecerá no Jokers Pub que fica no Bairro São Francisco. “O lugar tem uma estrutura excelente para um show de médio porte. E neste ano teremos também, em paralelo, a estreia do festival Curitiba Rock Carnival. Por isso resolvemos fazer em um lugar legal que vai funcionar como uma grande festa para todos que gostam do evento. Esperamos que todos apareçam lá e se divirtam muito”, afirma.
Sick Sick Sinners. Vlad Urban está no centro da foto (Foto – Daniel Ernest)

A força do psychobilly curitibano 
A cena psychobilly curitibana é a mais forte do Brasil, com um calendário de shows organizado e, sobretudo, um público que apoia. Esse cenário é bem diferente de outros estilos musicais na cidade, que encontram muita dificuldade para encontrar espaços para shows e mesmo receber apoio dos seus adeptos. Grupos como Os CatalépticosCwbillysAs DiabatzOvos Presley e Sick Sick Sinners possuem um público consumidor cativo. Esses fãs divulgam o trabalho dessas bandas e, principalmente, comparecem de forma maciça aos shows e eventos.
De acordo com Vlad, são vários os motivos que fazem com que esse cenário continue se fortalecendo. “Acho que é devido à própria cena curitibana, desde o seu começo, com bandas como Missionários, que foi a primeira, muito importante e que influenciou tudo o que veio depois. Grupos como o Estúpido EstuproPlaymobillysOs CervejasOvos Presley e a determinação do Wallace em fazer o Psychobilly Fest, tudo isso foi a mola propulsora da cena. E, tendo um calendário, acaba se criando um horizonte e se fomenta a cena como um todo”, analisa. 
A programação 
Além das três noites no Jokers Pub, a edição desse ano terá shows gratuitos no estacionamento da Câmara Municipal de Curitiba, que fica na Praça Eufrásio Correia em frente ao Shopping Estação. No palco, se apresentarão dois nomes importantes na história do psychobilly, os ingleses King Kurt e The Sharks, além de bandas curitibanas como os veteranos do Beijo AA Força. Vlad faz questão de ressaltar e agradecer o apoio que a Fundação Cultural de Curitiba (FCC) sempre deu ao evento. Nesta edição, especialmente, a parceria com a Fundação foi fundamental em todas as etapas da organização, principalmente para que o festival pudesse ter os shows gratuitos. “Desde 2004 ou 2005 o Psycho Carnival tem shows gratuitos e sempre, de alguma forma, com o apoio da Prefeitura via FCC, seja pela liberação das Ruínas de São Francisco para fazer o show ou com estadias em hotel para as bandas”, explica.
Em suas 14 edições, o Psycho Carnival recebeu grandes nomes do estilo. No ano passado, por exemplo, se apresentaram no palco do Espaço Cult bandas como The CaravansThe Monsters e Demented Are Go. A escolha das atrações deste ano segue a ideia de mesclar nomes consagrados ao lado de grupos curitibanos e nacionais que ainda batalham por um lugar ao sol. “Há alguns anos participo da cena, então busquei, dentro das nossas possibilidades, colocar bandas importantes deste circuito. Grupos que estão batalhando bastante, espalhando o nome da nossa cidade, assim como algumas de fora que, com certeza, vão engrandecer o evento”, diz.
Vlad ressalta a importância de alguns shows da edição 2014 do Psycho Festival. “Eu destaco as duas bandas inglesas, clássicas do psychobilly dos anos 80: King Kurt e The Sharks, pelo ineditismo no Brasil. Também os grandes grupos MotorockerHillbilly RawhideBeijo AA Força e O Lendário Chucrobillyman, que são pratas da casa, com histórias interessantes e um trabalho relevante dentro do cenário. Porém, todas as bandas que chamamos são muito legais e, com certeza, farão grandes shows no evento”, finaliza Vlad Urban.
Kozmic Gorillas na primeira edição do Psycho Carnival, no bar 92 Graus (Foto – Arquivo pessoal Vlad Urban)
Ingressos  
Os ingressos para a 15º edição do Psycho Carnival são limitados e podem ser adquiridos na loja Túnel do Rock na Rua Quinze de Novembro, 74 e na Avenida Marechal Floriano Peixoto, 34. Para pessoas que moram em outras cidades, a compra também pode ser feita por meio de depósito bancário na conta: Banco do Brasil, Cintia Suzuki, Agência 4285-4, Conta Corrente 5394-5, Operação 01. O depósito pode ser feito em dinheiro por envelope nos caixas eletrônicos, direto no caixa ou por meio de transferência entre contas do Banco do Brasil.
Após o pagamento, o comprador deve enviar um e-mail para o endereço zombiesunion@gmail.com informando o nome completo, data e horário do depósito, valor, nome completo e identificar a transação com o número do envelope (no caso de pagamento no caixa eletrônico), número do documento (para depósito direto no caixa) ou número da agência, conta de origem e nome completo do titular da conta (no caso de transferência entre contas). A organização dá o prazo de uma semana para que o e-mail de confirmação seja enviado para o comprador. Os depósitos podem ser feitos até o próximo dia 21 de fevereiro ou até esgotarem os ingressos.
Os valores são: Festa do Esquenta R$ 35. Passaporte para três noites noites, (01/03, 02/03 e 03/03), R$ 100. Passaporte para quatro noites, (esquenta no dia 28/02, 01/03, 02/03 e 03/03), R$ 120. O ingresso avulso para cada noite custa R$ 35.
Confira a programação completa do Psycho Carnival 2014 e do Curitiba Rock Carnival
 Psycho Carnival – O Jokers Pub abre às 21h

28/2 – Festa do Esquenta
Sick Sick Sinners
Kráppulas
99 Noizagain
Movie Star Trash

1/3 – Sábado
Crazy Horses
Krents
Bad Motors
Asteroides Trio

2/3 – Domingo
The Brown Vampire Catz
Anal Destination
Billys Bastardos
CwBilly’s

3/3 – Segunda-feira
The Defectors
Burning Aces
Salidos De La Cripta
Os Degolados

Curitiba Rock Carnival – Início dos shows 13h

1/3 – Sábado 
Dj’s Radio Cadillacs
Eles Mesmos
Redlightz
Abaskadabra
Dj’s Radio Cadillacs
Os Transtornados do Ritmo Antigo
The Mullet Monster Mafia
King Kurt
Motorocker

2/3 – Domingo
Dj’s Radio Cadillacs
Rocksteady City Firm
Diablo Fuck Show
Camarones Orquestra Guitarrística
Chegada da Zombie Walk
Dj’s Radio Cadillacs
Rádio Cadáver
Cadela Maldita
Pelebrói Não Sei
Beijo AA Força

3/3 – Segunda
Dj’s Radio Cadillacs
Red Foot
Kingargoolas
Red Lights Gang
Dj’s Radio Cadillacs
O Lendário Chucrobillyman
Mistery Trio
The Sharks
Hillbilly Rawhide
Fonte: CWB Live

0 comentários:

Postar um comentário

O que achou deste artigo? Deixe seu comentário abaixo. Dúvidas, críticas ou sugestões são bem vindas.

 
Topo da Página